Acusada de tramar morte do marido Epaminondas Coutinho Feitosa,Empresária Toinha é condenada 24 anos de cadeia - Jornal da Ilha Grande Piauí

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Acusada de tramar morte do marido Epaminondas Coutinho Feitosa,Empresária Toinha é condenada 24 anos de cadeia

Após dois dias de julgamento e intensos debates entre acusação e defesa, o Tribunal Popular do Júri da Comarca de Picos condenou na noite de ontem, 18, a empresária Antônia Sousa Andrade Rocha, a Toinha, a 24 anos de reclusão. A pena deve ser cumprida inicialmente em regime fechado.

Toinha, de 45 anos de idade, é acusada de encomendar a morte do marido Epaminondas Coutinho Feitosa, de 34 anos. Ele foi executado com vários tiros de pistola e revólver na noite de 8 de junho de 2013, na rua Zuza Lino, centro de Picos, próximo a sua residência.

Juíza faz a leitura da sentença




O julgamento da empresária teve início na manhã de terça-feira, 17, e só terminou por volta das 22h30 de ontem, 18, quando a juíza Nilcimar Rodrigues de Araújo Carvalho, que presidiu a sessão, leu a sentença. Os jurados, cinco mulheres e dois homens, acataram a tese da acusação e votaram pela condenação da ré.

Após a leitura da sentença, policiais militares e agentes penitenciários montaram um forte esquema de segurança para a retirada de Toinha do auditório do Fórum “Governador Helvídio Nunes de Barros”. Ela foi levada de volta para a Penitenciária Feminina de Picos, onde está recolhida desde o dia 5 de julho de 2013.

Toinha é levada de volta para Penitenciária Feminina


O assistente de acusação, advogado José Solano Feitosa, considerou o resultado justo. Segundo ele, com a condenação de Toinha a sociedade de Picos, representada pelo conselho de sentença, deu provas de que não coaduna com a criminalidade e, muito menos, com a impunidade.

Alegando que o conselho de sentença votou contrário aos autos, o advogado de defesa, Herval Ribeiro, decidiu recorrer da decisão junto ao Tribunal de Justiça do Estado. Segundo ele, nos autos não existem provas suficientes para uma condenação, por isso vai impetrar recurso para que o julgamento seja anulado.




                                                                    Toinha foi condenada a 24 anos de prisão


Outros acusados

Pronunciados pela justiça após audiência de instrução e julgamento realizada nos dias 25 de outubro e 1º de novembro de 2013, os outros denunciados por envolvimento no assassinato de Epaminondas Feitosa, recorreram da decisão ao Tribunal de Justiça do Estado. Por conta disso o julgamento deles não tem previsão de quando acontecerá.

Segundo denúncia do Ministério Público, os executores do crime foram os pistoleiros José Manoel dos Santos Matos, vulgo Santinho, 35 anos, e Rinaldo José do Nascimento, o Teté, 23 anos. Como agenciadores os irmãos Tiago Osório Cavalcante e Iago Osório Cavalcante, este último ainda foragido.