Em Paris, piauiense deixou local de ataque minutos antes,O piauiense Diego Oliveira, diretor da Pax União: - Jornal da Ilha Grande Piauí

sábado, 14 de novembro de 2015

Em Paris, piauiense deixou local de ataque minutos antes,O piauiense Diego Oliveira, diretor da Pax União:

O piauiense Diego Oliveira, diretor da Pax União, usou o Facebook na noite desta sexta-feira (13/11) para informar aos familiares e amigos que estava bem. Minutos antes ele esteve em um dos locais dos ataques que deixaram aproximadamente 130 pessoas mortas na cidade de Paris, França.
Diego passeou na noite de ontem pelo Au Père Tranquille, restaurante localizado na Pierre Lescot, e ainda posou em frente ao Panthéon. Próximo ao primeiro local foi registrado um tiroteio.
“Pessoal, eu estou bem! Não se preocupem, realmente estive e marquei no meu Instagram um local o qual aconteceu o tiroteio porém sai minutos antes! Estamos a salvo”, postou o empresário em seu perfil. Ele se abriga na casa de amigos em Paris.
Ao 180 Diego disse que “graças a Deus” ele não viu os tiroteios, pois tinha acabado de chegar em casa. “Tinhamos acabado de receber uma mensagem do meu amigo perguntando se estávamos bem”.
O piauiense afirma que não pretende antecipar a data de volta ao Brasil, mesmo depois dos ataques, “até porque já estávamos planejando sair da cidade, os aeroportos estão funcionando, as estações de trêm também, mas todos os órgãos públicos estão fechados.

Durante os ataques, dois brasileiros - um homem e uma mulher - ficaram feridos. Eles estão fora de risco, segundo informou a cônsul-geral do Brasil na França, Maria Edileuza Fontenele Reis, em entrevista ao "Hora 1" neste sábado (14). Esse atentado é o pior da história da França. "As informações que temos até o momento, que recebemos ao longo da noite de ontem, é de que dois brasileiros foram feridos no atentado. Ambos passam bem e estão fora de risco, segundo informações médicas", disse.

Durante os ataques, dois brasileiros - um homem e uma mulher - ficaram feridos. Eles estão fora de risco, segundo informou a cônsul-geral do Brasil na França, Maria Edileuza Fontenele Reis, em entrevista ao "Hora 1" neste sábado (14). Esse atentado é o pior da história da França. "As informações que temos até o momento, que recebemos ao longo da noite de ontem, é de que dois brasileiros foram feridos no atentado. Ambos passam bem e estão fora de risco, segundo informações médicas", disse.


ESTADO ISLÂMICO REIVINDICA ATAQUE

O grupo Estado Islâmico reivindicou nesta sábado (14) a responsabilidade por ataques que mataram mais de 120 pessoas em Paris. É o pior ataque à França na história recente. Em uma declaração oficial, o grupo disse que seus combatentes presos a cintos com explosivos e carregando metralhadoras realizaram os ataques em vários locais no centro da capital francesa que foram cuidadosamente estudados.

Fonte:180graus.com