“Globo e Lava Jato são os terroristas de Campinas”, dispara Paulo Henrique Amorim - Jornal da Ilha Grande Piauí

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

“Globo e Lava Jato são os terroristas de Campinas”, dispara Paulo Henrique Amorim

Paulo Henrique Amorim é apresentador do “Domingo Espetacular”

Paulo Henrique Amorim voltou a criticar a Globo na internet. Desta vez, o apresentador da Record usou seu canal no YouTube para comentar e tentar justificar os motivos que levaram o atirador de Campinas a cometer o crime bárbaro contra a própria família neste fim de semana.
“A Globo e Lava Jato são os terroristas de Campinas”, disparou o âncora do “Domingo Espetacular” na gravação. PHA leu trechos da polêmica carta de suicídio escrita por Sidnei Ramis de Araújo, de 46 anos, que no Réveillon entrou em uma casa e assassinou 12 pessoas, entre elas seu filho de 8 anos e sua ex-esposa.
No documento, o homem faz críticas ao governo, à lei Maria da Penha, ao feminismo e aos direitos humanos, entre outras coisas. Amorim disse que o discurso de ódio é, segundo palavras dele, “a lógica da Globo e dos heróis da Lava Jato”.
“É o discurso, é a lógica, dos múltiplos ódios: o ódio à política, o ódio à Dilma, o ódio às mulheres, o ódio à lei Maria da Penha, o ódio ao Lewandowiski“, disse PHA. “Esse homem de Campinas não era um louco, era um homem de sua época. Porque a Globo e a Lava Jato odeiam o Brasil. A Globo e a Lava Jato são os nossos terroristas do fim do ano”, encerrou.
Assista ao vídeo na íntegra: