Vasco garante Libertadores; Vitória não cai e Fla vai à Libertadores e Botafogo fora da libertadores 2018

Depois de seis anos, o Vasco vai voltar a disputar uma Copa Libertadores da América. Diante de 22 mil torcedores em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), o Vasco fez o suficiente para carimbar sua vaga: bateu a rebaixada Ponte Preta, por 2 a 1, na tarde deste domingo (03), pela última rodada do Campeonato Brasileiro.


Os garotos da bases Mateus Vital e Paulinho anotaram os gols vascaínos, enquanto atacante Lucca descontou.
A festa só não foi maior porque o Vasco viu a vaga à fase de grupos escapar minutos depois do fim de seu jogo. O Flamengo virou sobre o Vitória, por 2 a 1, nos acréscimos, em Salvador, e avançou direto à fase de grupos da Libertadores.
O time de São Januário chegou aos 56 pontos, na sétima posição, enquanto o clube da Gávea ficou em sexto, também com 56 pontos, mas saldo melhor (11 a -7). O time de São Januário ainda pode carimbar vaga na fase de grupos, caso o rival seja campeão da Sul-Americana.
A Ponte, por sua vez, despede-se de forma melancólica da elite nacional. O time de Campinas acabou na penúltima colocação, com 39 pontos, à frente apenas do lanterna Atlético-GO. De quebra, terminou com a pior campanha como visitante, com apenas uma vitória em 19 jogos. Foram nove pontos em 57 disputados.
Vitória 1 x 1 Flamengo - Leão não cai e Fla vai à Libertadores
O Flamengo decidiu não contar com a Copa Sul-Americana, buscou a virada por 2 a 1 sobre o Vitória na tarde deste domingo, pela 38ª rodada do Brasileirão, e se garantiu na Libertadores. Apesar de ter colocado o time baiano em risco, a derrota não rebaixa o Vitória, já que o Coritiba perdeu seu jogo.
Com os resultados, o Flamengo fica em sexto, com 56 pontos ganhos, na zona da fase de grupos da Libertadores. Já o Vitória termina em 16º, com 43 pontos, empatado com o Coritiba, mas se mantém fora da zona devido ao saldo de gols.
O Botafogo entrou em campo pressionado para tentar a vaga na Libertadores e acabou enfrentando dificuldades. O time carioca viu o adversário ter mais controle de bola e assustar logo aos sete minutos em finalização de Lucas Romero. Aos poucos, os donos da casa forma se soltando e começando a atacar pelos lados do campo. Numa das primeiras boas investidas pela direita, o Botafogo conseguiu abrir o placar.
Depois de levantamento de Léo Valencia, Brenner cabeceou livre, no contrapé de Rafael, e tirou o zero do placar aos 25 minutos. Após abrir o placar, o Botafogo começou a fazer pressão usando as bolas aéreas. Em novo levantamento da direita, Dudu Cearense fez o desvio no primeiro pau e Igor Rabello testou forte. Desta vez, Rafael conseguiu cair bem e fazer grande defesa.

O Cruzeiro voltou a ficar melhor no final da primeira etapa e empatou aos 37 minutos. Lucas Romero arrancou pela direita e cruzou. Arrascaeta tentou de bicicleta, mas a bola sobrou para Thiago Neves mandar para o gol. Foi o 17º gol dele na temporada.

Fonte: Futebol do Interior
TAG