Após impasse entre desembargadores, presidente do TRF4 decide manter Lula preso

Resultado de imagem para lula preso
O desembargador Thompson Flores, presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, se manifestou na noite deste domingo (08), decidindo pela permanência de Luiz Inácio Lula da Silva na prisão.

Flores diz que os autos devem retornar ao relator do caso, Pedro Gebran Neto, e caberá a ele dar a última palavra sobre o pedido de habeas corpus que até então havia sido deferido por Favreto.
"Considerando que a matéria ventilada no habeas corpus não desafia análise em regime de plantão judiciário e presente o direito do Des. Federal Relator em valer-se do instituto da avocação para preservar competência que lhe é própria (Regimento Interno/TRF4R, art. 202), determino o retorno dos autos ao Gabinete do Des. Federal João Pedro Gebran Neto, bem como a manutenção da decisão por ele proferida no evento 17", traz a decisão.
O impasse sobre a manutenção ou não da prisão de Lula teve início com a decisão do plantonista Rogério Favreto, que considerou a pré-candidatura do ex-presidente como fato novo no processo, e que o petista deveria ser solto para fazer pré-campanha.
Após um vai e volta de despachos, o presidente do TRF4 pontuou o entendimento de que a pré-candidatura não se trata de fato novo.
TAG