Desembargador suspende pedido de prisão do Gaeco contra Luís Neto - Jornal da Ilha Grande Piauí

quinta-feira, 30 de maio de 2019

Desembargador suspende pedido de prisão do Gaeco contra Luís Neto



O desembargador Erivan Lopes concedeu liminar em Habeas Corpus em favor de Luís Nunes Neto, que se encontrava foragido desde a manhã de terça-feira (28), quando o Gaeco cumpria mandado de prisão e de busca e apreensão em sua casa. 
Polícia no apartamento do genro de Mão Santa, em Teresina (Foto: Lucas Sousa/Portal AZ)
No “contramandado de prisão” despachado por Erivan Lopes, ele substitui a prisão preventiva decretada pelo juízo de primeiro grau por medida cautelar. 
No contramandado o desembargador proíbe Luís Neto de manter contato com um dos investigados na operação “Nullius Terram” Carlos Antônio de Souza Júnior e outros suspeitos. 
O despacho do magistrado foi feito durante o plantão judiciário desta quarta-feira (29). O advogado Ivan Lopes de Araújo Filho havia dado entrada no HC na Justiça da cidade de Luis Correia onde Luís Neto é acusado de praticar grulharem de terras públicas.

Veja abaixo o despacho: