Naré chega de ambulância na Central de Polícia em Parnaíba - Jornal da Ilha Grande Piauí

sexta-feira, 28 de junho de 2019

Naré chega de ambulância na Central de Polícia em Parnaíba

O assaltante AGOSTINHO BERTOLINHO DE CARVALHO FILHO, o NARÊ. com residência fixa na estrada de acesso à praia de Pedra do Sal, no bairro Ilha de Santa Isabel, chegou agora por volta das 9hs 15 desta sexta-feira*28), na central de flagrantes de Parnaíba, procedente do hospital estadual Dirceu Arcoverde, após dá entrada na noite de quinta-feira(27), depois de ter sido espancado por populares em avenida na cidade de Parnaíba.

NARÉ chegou naquela distrital em uma ambulância do Corpo de Bombeiros sob forte escolta policial. 
 Será autuado por roubo pelo delegado Rodrigo Mello Marinho. 
 NARÊ era tido como terror na prática de assaltos nas cidades de Parnaíba e Ilha Grande do Piauí. Liderava uma quadrilha na região litorânea e estava sendo procurado pela polícia civil e militar por conta dos crimes que praticava com frequência. 

Sempre escapava do cerco policial e acabou nas mãos da população depois que desarmou um cabo da polícia militar tomando sua pistola ponto 40, de propriedade do governo do estado, na noite desta quinta-feira. 


Fotos arquivo portaldocatita.com
NARÊ E DAVYD. 

Uma tentativa de assalto e um roubo ocorridos por volta das 19hs desta quinta-feira(27), deixou uma avenida agitada na cidade de Parnaíba. 

Dois criminosos armados sendo perseguidos por populares terminou a noite com linchamento e prisões durante a ocorrência.

Era por volta das 19hs, quando Naré e seu comparsa Davyd dos Santos Ramos, 21 anos, residente na estrada da Pedral do Sal, nº 1420, na Ilha de Santa Isabel, renderam uma garota na Rua Samuel Santos, bairro Campos, na intenção de roubar a motocicleta da mesma.

A vítima que andava na cia de uma filha, gritou por socorro enquanto NARÊ lhe rendia com um revólver. Populares chegaram ao local da ocorrência e NARÊ com DAVYD empreenderam fuga, inciando ali um corre-corre, terminando nas proximidades da Pronto-Clínica, na avenida Governador Chagas Rodrigues, centro de Parnaíba. Desta vítima a dupla não levou nada. 

DO ROUBO DA PISTOLA

Na perseguição, um cabo da polícia militar que se encontrava de folga no bairro Pindorama, visualizou populares correndo atrás da dupla e resolveu agir. 

Usou uma motocicleta para alcançar os suspeitos, obtendo êxito. Deu a ordem de parada e se identificou como policial. NARÉ sacou um revólver e rendeu o militar, que travou luta corporal com os dois suspeitos. 

Na confusão foi desarmado. NARÊ já em posse da pistola tentou disparar contra o policial militar, a sorte que a arma estava travada. NARÊ passou o revólver para seu comparsa DAVYD, e juntos seguiram fugindo armados.

O militar não desistiu e correu novamente atrás da dupla.  conseguindo segura o NARÉ próximo ao semáforo de acesso ao centro cívico, recuperando a arma. 

Antes de ser dominado, NARÉ teria efetuado dois disparos com a pistola do militar. No pente havia apenas 10 munições intactas, faltavam duas.

Após ficar desarmado, NARÉ foi linchado pela população. Neste momento, a polícia militar já tinha prendido DAVYD com ajuda de um tenente da PM de folga e de populares. 

DAVYD DOS SANTOS JÁ FOI PRESO E PROCESSADO POR TRÁFICO E RECEPTAÇÃO.

AGOSTINHO BERTOLINHO DE CARVALHO FILHO, O NARÊ, JÁ FUGIU DO SISTEMA PRISIONAL DO ESTADO. RESPONDIA PELO CRIME DE LATROCÍNIO.