Segundo a delegada, Francisco Olavo confessou o crime e que teria matado a companheira enforcada - Jornal da Ilha Grande Piauí

segunda-feira, 10 de junho de 2019

Segundo a delegada, Francisco Olavo confessou o crime e que teria matado a companheira enforcada

Foto: Kairo Amaral/TV Clube


Segundo a delegada Fernanda Novaes, o casal teria discutido na noite de quinta-feira (6). Durante a briga, Francisco Olavo Silva Vasconcelos teria matado a companheira enforcada, porque ela estava o traindo.


"Francisco Olavo confessou o crime e que a motivação foi por causa de ciúmes em relação a companheira. Ele contou que discutiu com a esposa após pegar uma conversa dela com uma amiga, em que ela dizia estar com dúvida com quem ficar. Durante a briga, o marido acabou por agredir a mulher e matou ela por enforcamento", informou.

Em depoimento, o suspeito contou ter deixado o corpo da mulher em cima da cama. No dia seguinte, ele cavou um buraco com ajuda de uma pessoa, que não teve envolvimento com o homicídio.



Francisco Olavo Silva Vasconcelos foi até a delegacia prestar um novo depoimento em relação ao desaparecimento da companheira, mas acabou preso. A busca por Sandreia terminou na manhã desta segunda-feira, quando a mãe e alguns tios decidiram vasculhar o quintal da casa onde ela morava e encontraram uma parte da terra revirada.

“Havia um desnível e isso chamou atenção do meu tio. Depois de bater com pés, ele teve a certeza de que tinha algo de errado e acionou a polícia”, acrescentou Cássio Lima, irmão da vítima.

De acordo com a perícia criminal, o corpo está enterrado há pelo menos três dias, conforme análise inicial do estado de decomposição do corpo.

No momento que o suspeito saía da delegacia, familiares da vítima ainda tentaram agredi-lo, mas os policiais evitaram o linchamento. Ele foi encaminhado para exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) e será encaminhado ao presídio.

Fonte: G1 PIAUÍ