Família descobre no Piauí que corpo de idosa de 100 anos foi trocado na hora do velório - Jornal da Ilha Grande Piauí

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Família descobre no Piauí que corpo de idosa de 100 anos foi trocado na hora do velório

Velório aconteceu após destroca dos corpos. — Foto: Reprodução/TV Clube
O corpo da idosa Júlia Maria da Conceição Sousa, de 100 anos, foi trocado ao deixar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Satélite, Zona Leste de Teresina, nessa quarta-feira (21). A família descobriu a troca apenas na funerária onde aconteceria o velório. A funerária informou que o corpo foi liberado da UPA sem a presença de um familiar da idosa. A Fundação Municipal de Saúde informou que vai investigar o caso.
Sérgio Carvalho, neto da idosa, explicou como tudo aconteceu e disse que vai buscar a Justiça por conta do constrangimento passado. Após a confusão e o transtorno, o erro foi corrigido e o velório de Júlia Maria aconteceu.
“Minha avó faleceu às 13h50, fizemos os procedimentos legais e nos dirigimos à funerária. Os trâmites foram feitos e a funerária foi buscar o corpo. Quando chegamos, a funcionária foi pedir pra confirmar se era ela, aí veio a surpresa. Não era o corpo da minha avó”, relatou.
Caso aconteceu na UPA do bairro Satélite, Zona Leste de Teresina. — Foto: Reprodução/TV Clube
Ele disse que buscou a direção da unidade de saúde foi informado que nem a diretoria e nem a UPA tinham responsabilidade sobre o ocorrido.
“Ela [a diretora] disse ainda que se eu quisesse, eu que buscasse meus meios de reclamar, porque ela não podia fazer nada”, afirmou o neto.
Sérgio declarou que a situação causou profunda dor e constrangimento à família.
“Não apenas a dor, mas o constrangimento de você esperar o corpo de um ente querido e chegar uma pessoa desconhecida. Isso causa uma dor imensurável”, disse.
Leia a íntegra:
Sobre o fato ocorrido envolvendo a UPA do bairro Satélite, Zona Leste, a Pax União informa que prestou atendimento prévio à família, que aguardou nas dependências da funerária pela remoção do corpo do necrotério da UPA do Satélite. Todo o procedimento de liberação foi realizado pelos profissionais da referida unidade de saúde, sem a presença dos familiares para reconhecimento legal e foi reconhecido pelos familiares antes do procedimento de preparação, medida de segurança adotada em todos os atendimentos. O corpo foi reencaminhado para a UPA do Satélite para que fossem tomadas as providências de reparação pela unidade de saúde. A Pax União reitera o compromisso com o bem estar dos seus clientes.
Fonte: G1 Piauí