Grávida tem casa apedrejada após boato de que tinha coronavírus

Uma mulher grávida teve a casa apedrejada, em Águas Lindas de Goiás (GO), após circular boatos de que ela estaria infectada com o novo coronavírus. De acordo com o irmão da vítima, uma enfermeira teria sido a responsável por um áudio divulgado nas redes sociais e que causou revolta em vizinhos da gestante.
A Polícia Militar de Goiás foi acionada e se dirigiu até a casa da mulher. Ela acusou os vizinhos de terem jogados as pedras em sua residência.
Agentes chegaram a fazer buscas pela região, mas não identificou nenhum suspeito. A enfermeira que teria criado o boato e que não teve o nome identificado, também não foi presa.
O estado de Goiás tem 29 casos confirmados da doença, além de 1.336 suspeitos. Outros 220 foram descartados. Não há registro de óbitos.

TAG