Wellington Dias prorroga decreto e quarentena vai até 30 de abril




O governador Wellington Dias (PT) anunciou na tarde desta segunda-feira (30) que vai renovar os decretos mantendo a quarentena em todo o estado até dia 30 de abril. As medidas proíbem as aulas na rede estadual e a realização de atividades comerciais em todo o Piauí. O anúncio foi feito por meio das suas redes sociais em uma live no Instagram. Após uma reunião com o Comitê de Organização de Emergência (COE), Wellington decidiu renovar os dois decretos. A medida tem como objetivo frear a disseminação do novo coronavírus (Covid-19) no estado. 

Quarentena para quem entrar no estado 

Wellingtn Dias afirmou que tomou novas medidas com relação a entrada de pessoas no Piauí. Conformeo governador, qualquer pessoa que entrar no estado, seja por via terrestre, aquática ou aérea deve ficar de quarentena por pelo menos sete dias. O governador disse ainda que haverá fiscalização a nível municipal, estadual e até federal. “Temos novas medidas em relação a entradas do Piauí. Quem entrar através de pontes, estradas estaduais, estradas vicinais, a partir das medidas anteriores e agora ampliadas. Não são só ônibus e vans e vão para quarentena. Pessoas que venham de carros, cavalos, jumentos, vão ter que entrar na quarentena. Temos que garantir que a pessoa ao entrar fique no isolamento social por sete dias. Se está de passagem tem toda a proteção como máscaras”, afirmou.

Aulas permanecem suspensas 


O governador destacou que as aulas seguem suspensas por tempo indeterminado e que é permitido ministrar aulas pela internet. “As aulas estão suspensas por tempo indeterminado. O decreto prevê um corte para 30 de abril, mas somente quando encerrar essa fase de risco, É possível a aula não presencial. É possível que a rede, seja ela do município, estado ou privado, que possa trabalhar no ensino à distância”, afirmou. Serviços essenciais mantidos 


“Todos os serviços que são essenciais para este momento também estão mantidos. Serviços de saúde, segurança, farmácias, postos de combustíveis, bancos. Nessas áreas o decreto determina as medidas protetivas. As pessoas que trabalham vão ter que usar máscaras, vão ter que ter cuidado com higiene. Será fiscalizado pelo estado, município e pela área federal. Continua a área de produção agrícola, animal e indústria para não gerar desabastecimento”, seguiu o governador. 

Entrega de EPI 


Wellington destacou que o Piauí não esperou os equipamentos de proteção individual vindos do Governo Federal e que criticou a demora para a distribuição dos equipamentos. “O Piauí tomou a iniciativa de não esperar o Governo Federal. O governo federal está entregando a conta gota. Isso não se trata de política. Todos os governadores estamos cobrando e apelando para dar apoio ao ministro Mandetta para que possa cumprir o que foi acordado 30 dias atrás em uma reunião”, continuou. 


Esta matéria está sendo atualizada...


FONTE: GP1
TAG